"Voluntários da Associação de Ação Social da Universidade Lusíada de Lisboa (AASUL), esteve presente na aldeia de Sobral de Baixo, conselho da Pampilhosa da Serra, com o claro objectivo de auxiliar as vitimas dos incêndios."

Nos dias 8,9 e 10, um grupo de Voluntários da Associação de Ação Social da Universidade Lusíada de Lisboa (AASUL), esteve presente na aldeia de Sobral de Baixo, conselho da Pampilhosa da Serra, com o claro objectivo de auxiliar as vitimas dos incêndios. Essa acção desenvolveu -se mediante as seguintes actividades, diversos trabalhos de limpeza, corte de árvores queimadas, colocação do toldo no recinto da festa, queimar os restos das árvores que foram cortadas e limpeza de tudo o que caia no chão principalmente as azeitonas que se espalharam pelo espaço do largo Aires Fernandes de Almeida, entre muitas outras. Há que atentar que todo este trabalho só se tornou possível com a ajuda incessante dos moradores, que orientaram tudo o que era preciso fazer, e mais do que orientar, ajudaram, participaram. Neste domínio, há um agradecimento especial a fazer ao Sr. António Coentro, que teve um papel fundamental neste fim-de-semana, e que cedeu a sua casa e os seus materiais para mais uma vez, ajudar a AASUL a ter o impacto que teve.

Depressa se depreendeu que mais do que uma lamentável perda de bens, estas pessoas sofreram e viveram intensamente toda aquela tragédia , e por isso mesmo, uma das coisas que mais prazer deu a este grupo, foi de facto a companhia, o convívio, a amizade travada entre os habitantes da aldeia e a AASUL. É gratificante ver a união que existe entre todas aquelas pessoas, a alegria de viver, a garra com que trabalham arduamente todos os dias para reaver tudo aquilo que perderam, a esperança com que confiam na vida, a fé com que tentam confiar que tudo pode melhorar. A utilidade que este grupo sentiu ao poder dar um pequeno contributo , mas que no meio de tudo o que se passou e para aquelas pessoas, foi sim , um contributo enorme. Foi feito um jantar no sábado com todos os habitantes da aldeia, que foi um momento extremamente alegre para todos nós, foi no fundo, o sentimento de missão cumprida.

Posto isto, são vários os agradecimentos que a AASUL tem a fazer, a começar pela Sr. D. Clarinda que foi mais do que uma mãe para todos nós, a passar por todos os habitantes da aldeia que nos acolheram com tanto carinho, como o Sr. João Menezes que todos os dias trabalhou connosco e que nos alegrou com a sua musica ou o Sr. Francisco Coentro que nos animou todos os dias com as suas brincadeiras, ou até o Sr. João Santos que nos cativou com toda a sua experiencia de vida. Um agradecimento especial a toda a Liga de Melhoramentos, desde o Presidente Rui Branco que desde que chegou nos disponibilizou toda a ajuda que pôde, a passar pelo Vice-Presidente Hélder e a sua mulher que se mostraram sempre disponíveis para tudo o que precisássemos e que foram elementos fundamentais para a animação da festa, a acabar na Sr. D. Fernanda Neves que foi incansável desde o primeiro momento, que sem ela nada disto teria sido possível. Por isto e muito mais, a AASUL tenciona voltar a aldeia de Sobral de Baixo, no fim de Fevereiro, de forma a poder continuar a contribuir com tudo o que nos for possível.

0
0
0
s2sdefault