Matança do porco 2009 Versão para impressão Enviar por E-mail

MATANÇA DE PORCO NO SOBRAL DE BAIXO 2009


No dia 21 de Junho de 2009, realizou-se uma excursão, saída de Lisboa com destino á nossa aldeia do Sobral de Baixo, para se assistir a uma matança de porco, como os nossos antepassados o faziam, tivemos a assistir a esta matança cerca de 100 sobralenses e amigos, embora lamente que a excursão que nos deu muito trabalho a tentar arranjar uma camioneta com muita qualidade e principalmente de baixo valor, tive para isso, telefonar a cerca de 25 empresas pedindo orçamentos e também fotos dos seus carros, e com todo este tão grande esforço, lamento que de um carro de 50 lugares apenas foi ocupado por 30 pessoas

, desde que tomei posse como Presidente desta Liga, diversos sobralenses por diversas vezes insistiam comigo, para que eu organizasse uma excursão ao Sobral de Baixo, finalmente resolvi fazê-la, pensando eu que em vez de uma camioneta tivesse que recorrer a mais uma ou duas, realmente fui muito ingénuo ao pensar isso, claro que também estava a contar com o nosso amigo e conterrâneo sr. Aires Fernandes de Almeida, caso ele tivesse ido, só da sua parte enchiam uma ou mais camionetas, infelizmente por motivos de saúde, o que lamento profundamente, este nosso amigo não pode ir, e eu sei quanto ele gostaria de estar presente, mas a vida é assim, não mandamos nela, graças a Deus que o nosso amigo Aires Fernandes de Almeida, já se encontra em recuperação muito satisfatória, esperando vê-lo dentro em breve na sua aldeia que tanto ama.
Apesar de todas estas anomalias, esta matança correu muito bem, não faltando a alegria como é adágio de todo o povo do sobral, logo que a excursão lá chegou, começou o repasto de um porco já morto e muito bem assado pelo Paulo do Talho, também nosso conterrâneo, findo este repasto, chegou o momento que nos levou a deslocarmo-nos a esta aldeia, que foi a tradicional matança do porco, o Paulo do Talho mais alguns conterrâneos, foram buscar um porco que estava guardado num curral, pertencente ao Sr. Armindo Simões, onde o Paulo do Talho o tinha guardado. Houve diversas pessoas a assistir a esta matança, como é óbvio também houve diversas pessoas que não assistiram por se impressionarem com este acto, saindo do local onde foi morto o porco, regressando horas depois, quando já não havia algum vestígio dessa morte,  depois de totalmente morto, foi-se á parte de chamuscar a pele para queimar todos os seus pelos, claro que esta parte já não foi como o era antigamente, ainda me lembro que os nossos antepassados chamuscavam o porco com um ou mais ramos de fetos, este foi queimado com um maçarico, embora mais rápido não tinha nada a ver com o antigo. Como sobrou muita carne do outro porco, este que era para ser lá cortado para febras, não foi necessário, tendo ido parar ao talho do Paulo, para depois lá ser vendido á peça. Cerca das 17 horas fez-se um lanche ajantarado com o que tinha sobrado do almoço, dando á vontade para todos os presentes, chagadas as 19 horas, todos os sobralenses e amigos que tinham ido na excursão, foram dirigindo-se para a camioneta, saindo de lá cerca das 19,15 horas, chegando a Lisboa ás 22,30 horas, nesse regresso além de poucos foi um trajecto muito alegre, cantou-se, contou-se algumas anedotas, apenas foi pena o nosso conterrâneo e amigo Sr. Albino Alves de Almeida, que tão bem toca acordeão, não o ter levado para melhor alegrar este nosso passeio aquela nossa aldeia. Apesar da pouca aderência de alguns sobralenses, esta Direcção não desiste e já tem em mente organizar outra oportunamente, talvez para o magusto, quem sabe?, esta Direcção aproveita esta oportunidade para agradecer a todos aqueles que estiveram presentes nesta agradável matança de porco.      

 


                             O Presidente de Direcção:
                             Helder dos Santos Almeida

 

 

 

Em linha

Temos 61 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 1
Conteúdo : 54
Favoritos web : 6
Visualizações de conteúdos : 212790