Acta da Assembleia 2009 Acta Nº 35 Versão para impressão Enviar por E-mail

Reunião da Assembleia-geral
Acta nº 35

A Assembleia-geral da Liga de Melhoramentos de Sobral de Baixo reuniu na casa do concelho de Pampilhosa da Serra, no dia 15 de Fevereiro de 2009, pelas 15:15 h, em sessão ordinária presidida pelo Presidente da Assembleia-geral em exercício, Dr. João Morgado Alves, com a seguinte ordem de trabalhos:
1. Discussão e aprovação do relatório e contas do ano de 2008;
2. Discussão e votação do parecer do Conselho Fiscal;
3. Eleição dos novos Corpos Gerentes para o período de 2009 a 20010;
4. Actualização da base de dados dos associados da LMSB;
5. Outros assuntos de interesse da LMSB.
Estiveram presentes os sócios que assinaram a folha de presenças em anexo.
Tendo sido informados de um ligeiro atraso do Presidente da Assembleia, abriu a sessão o Secretário da Assembleia, Carlos Alexandre, que começou por saudar os sócios presentes e por perguntar se alguém, tanto da parte dos sócios como da Direcção da Liga, teria informações a apresentar à Assembleia. Não havendo informações a apresentar passou-se ao ponto 1 da ordem de trabalhos.
Ponto 1. Discussão e aprovação do relatório e contas do ano de 2008.
O Presidente da Liga, Sr. Hélder dos Santos Almeida, fez uma apresentação sumária das contas e passou a palavra ao Tesoureiro da Liga, Dr. Jorge Miguel Martins Neves, que apresentou mais detalhadamente o relatório de contas de 2008. Após esta exposição começou por intervir o sócio Elísio Alves que manifestou a sua discordância pelo facto dos juros dos depósitos bancários da Liga surgirem contabilizados apenas na conta da Liga, quando se sabe que parte desses depósitos pertence à conta da Nossa Sr.ª da Nazaré. O Tesoureiro justificou metodologia que tinha adoptado e o Secretário da Assembleia propôs que os juros dos depósitos fossem distribuídos de forma proporcional ao valor de cada uma das duas contas, a da Liga e da Nossa Sr.ª da Nazaré. Esta proposta não teve oposição. Seguiu-se uma intervenção do sócio Aires Fernandes de Almeida que manifestou o seu desagrado pelo facto de não ser evidente no relatório de contas as suas contribuições para a Liga, nomeadamente a do almoço anual da Liga, que em 2008 foi realizado no Estádio da Luz e que foi integralmente suportado por si. O Sr. Aires de Almeida afirmou ainda que considerava esta situação reveladora de ingratidão e de desprezo por parte da Direcção da Liga relativamente ao seu apoio empenhado à Liga e à povoação do Sobral. Nas intervenções que se seguiram, o Presidente da Liga, Sr. Hélder dos Santos Almeida, bem como mais alguns sócios, o concordaram que deveria ficar mais bem expressa no relatório de contas a valiosa contribuição do sócio Aires de Almeida mas, consideraram também como excessiva a sua reacção, uma vez não se tratou de qualquer acto de má vontade, e ainda porque todos os sobralenses de uma forma geral reconhecem e estão gratos pelo interesse e pelos apoios substanciais com que os sócios da firma Aires de Almeida, Lda. desde à longa data, tem contribuído para a Liga e para o Sobral. O Tesoureiro da Liga esclareceu também que as contas da Liga se referem apenas às receitas e despesas em numerário, não sendo possível considerar como receitas doações em género, todavia, no caso do almoço oferecido pelo sócio Aires de Almeida, informou ainda que o relatório faz referência a esse facto e que são imputadas como receita da Liga os pagamentos de todos os sócios que estiveram presentes no almoço, precisamente porque o almoço foi oferecido na totalidade pelo Sr. Aires. Verificou-se a certa altura que algumas das cópias distribuídas do relatório, por lapso, não continham um quadro com a menção explícita da doação do almoço da liga pelo Sr. Aires, como foi o caso da cópia que este sócio recebeu. O Presidente da Assembleia-geral, Dr. João Morgado Alves, já na condução da ordem de trabalhos, reforçou a necessidade de dar o adequado relevo e apreço às contribuições que o Sr. Aires de Almeida tem dado à Liga e à povoação do Sobral. O Secretário da Assembleia propôs que os relatórios de contas da Liga voltassem a incluir em anexo uma listagem das doações efectuadas por todos os sócios da Liga, conforme já aconteceu em anos anteriores. Esta proposta foi aprovada por unanimidade. O Presidente colocou ainda à apreciação da Assembleia-Geral outra proposta para que todas as contribuições em numerário ou em género superiores a 500 euro (quinhentos euros), neste último caso com base em avaliação aceite pela Direcção, passassem a figurar também nos quadros dos relatórios de contas da Liga, fazendo menção expressa dos sócios que fizerem essas contribuições. Também esta proposta teve aprovação por unanimidade. Antes de se concluir o presente ponto, com a votação do Relatório de Contas para 2008, entendeu-se ouvir o parecer do Conselho Fiscal que consta do ponto 2 da ordem de trabalhos. Deste modo a conclusão do ponto 1 será simultânea com a conclusão do ponto 2.
Ponto 2. Discussão e votação do parecer do Conselho Fiscal.
O Presidente do Conselho Fiscal, Eng. Elísio Figueiredo Alves, leu o relatório que se encontra em anexo a esta acta e que, em termos gerais, deu parecer positivo às contas apresentadas. O Presidente da Assembleia pôs então à votação o Relatório de Contas de 2008 com a ressalva deste dever ser apresentado novamente aos sócios depois de corrigidos alguns aspectos de forma referidos no ponto anterior. O relatório de contas de 2008 foi aprovado por unanimidade.
Ponto 3. Eleição dos novos corpos gerentes para o período de 2009 a 20010.
O Presidente da Assembleia-geral, Dr. João Morgado Alves, relembrou a assembleia que, de acordo com os estatutos da Liga, todos os corpos gerentes estavam à disposição dos sócios naquele momento. Solicitou por isso que os sócios presentes apresentassem novas propostas de candidatura aos corpos gerentes da Liga para exercerem funções no corrente ano. Em seguida tomou a palavra o Presidente da Liga, Hélder dos Santos Almeida que, falando em nome da Direcção, fez um apanhado das obras e iniciativas da Direcção no ano de 2007 e 2008:
· Reparação do forno comunitário, que chovia lá dentro;
· Aumento do telhado da churrasqueira, que estava curto;
· Construção do muro e arranjo do terreno em frente á casa de convívio, adquirido pelo Sr. Aires de Almeida e muito gentilmente oferecido á Liga;
· Construção do escritório no sótão da casa de convívio;
· Reparação das rachas no tecto da casa de convívio e pintura do mesmo;
· Construção de uma nova fossa ao fundo do recinto da festa para escoar as águas que saem da fossa original;
· Envio de diversas cartas para a Câmara Municipal e para a Junta de Freguesia para efectuarem as seguintes obras:
– Colocação de água com uma bomba de incêndio nas “Almas”, colocação de uns candeeiros e alcatroamento, obras que a câmara já concluiu;
– Limpeza do caminho do “Embirrão” e colação de um corrimão na parte mais inclinada – a limpeza foi feita mas o corrimão ainda não;
– Colocar um corrimão na Fonte Velha, que aliás já tinha sido pedido pela direcção anterior – até à data ainda não foi feito;
– Pintura e limpeza dos nossos fontanários incluindo a Fonte Velha – o Sr. Presidente da Junta disse que iria efectuar esse trabalho logo que lhe fosse possível;
– Reparação do muro que fica em frente à casa do Sr. Américo terminando junto à casa do Sr. António Pedro – esse muro não foi feito pela Câmara, esta enviou uma carta ao dono do terreno para ser ele a efectuar essa obra, o que aconteceu.
– Retirada das casas velhas do quelho – sobre este assunto o Presidente também falou directamente com o Sr. Eng.º Jorge Custódio, que prometeu fazer esse trabalho logo que seja possível.
· Envio de emails para a Câmara e para a Junta:
– No primeiro caso a relembrar o pedido já feito pela anterior Direcção, também reforçado por esta, sobre a colocação de um corrimão na Fonte Velha, o qual não teve qualquer resposta até á data;
– No segundo para lembrar o pedido da pintura dos fontanários, lavadouro e Fonte Velha anteriormente pedido por escrito – o Sr. Presidente da Junta de Freguesia respondeu, também por email, informando que futuramente iria mandar efectuar esse trabalho.
· Está a ser tratada, em conjunto com os Covões e o Sobral de Cima, a questão da escritura da casa da Professora, que está para ser adquirida pelo Sr. Armindo dos Covões, processo que foi entregue á solicitadora da Pampilhosa da Serra.
· A propósito das obras realizadas, o Presidente e a direcção aproveitaram a oportunidade para que fique registado em acta um agradecimento muito grande a dois amigos e conterrâneos, o Sr. Aires Fernandes de Almeida e seu irmão Sr. Jorge de Almeida, pelos múltiplos apoios que têm dado à Liga, em que se destacam:
–  As contribuições para várias obras mandadas fazer por esta Direcção, incluindo o recinto em frente à casa de convívio;
– O grande almoço no Museu do Pão, no Estádio da Luz, oferecido na totalidade pela firma Aires Fernandes de Almeida, Lda.;
– A colocação da rede, arames e ferros para a cobertura do recinto da casa de convívio que terá orçado cerca de 10.000 €, além do trabalho do próprio Sr. Aires de Almeida e dos colaboradores que lá levou;
– A oferta pelo Sr. Jorge de Almeida de 8 postes para a colocação da referida rede e são estimados em 1.200 €.
Em seguida o Presidente da Liga, Hélder dos Santos Almeida leu um texto em que manifestou a sua disponibilidade para exercer as funções de Presidente ainda no corrente ano de 2009, mas em que explica que já não tenciona candidatar-se no próximo ano de 2010. Nesse texto, que se transcreve a seguir, expressa ainda agradecimentos a vários sócios que o ajudaram nos últimos dois mandatos:
“Queria agora esclarecer esta Assembleia do seguinte: caso os sócios queiram, eu este ano poderei continuar como Presidente de Direcção, mas informo desde já que para o ano de 2010, terão que pensar em arranjar outro elemento, porque além de estar um pouco cansado com o cargo, penso que um cargo destes não deve manter-se por mais de 2 ou 3 mandatos, pois podem criar-se hábitos repetitivos que não são benéficos para esta nossa aldeia, e também é sempre bom que este cargo seja rodado por outros elementos, para ficarem a saber o que custa, caso cumpram como eu o tenho feito, porque não é só organizar festas e almoços, que já é uma tarefa difícil, mas também temos convites para diversas reuniões, na Casa do Concelho, na Confederação de Colectividades de Cultura na qual somos sócios, na Universidade Lusófona, na Junta de freguesia de Santo Estêvão onde fomos convidados para um convívio de diversos ranchos etc., e para não dificultar a vida aos outros elementos de Direcção, tenho eu ido, tendo deixado a minha vida privada para trás, com muito sacrifício da minha esposa.
Infelizmente na nossa aldeia um presidente de direcção por muito que faça, nunca é reconhecido o seu esforço, sendo muitas vezes criticado, sendo a sua imagem deitada abaixo, por este motivo não largo este cargo já este ano, a não ser que os sócios presentes assim o entendam, porque além de ter diversos assuntos pendentes que gostaria de ver resolvidos, mas também para não deixar a nossa conterrânea e amiga Fernanda Neves pendurada, uma vez que é ela a mordoma deste ano, para além de ter uma grande admiração e estima por esta senhora e seu esposo, ter também sido uma pessoa que muito me tem ajudado nesta minha difícil tarefa, quero também aproveitar esta oportunidade para dar um agradecimento muito grande a um elemento que embora nem sequer pertença a esta Direcção tem sido o meu braço direito, caso não fosse ele e outros noutro sentido não teria levado esta tarefa com sucesso, esse senhor é o nosso amigo Carlos Simões, obrigado Carlos por toda a tua ajuda, claro que dentro das possibilidades muitos outros me têm ajudado, falo do nosso Tesoureiro Miguel, do meu Tio Américo, do Sr. António Pedro e sua esposa, do Cláudio com a parte dos jogos, o Sr. João e esposa na parte do Bar e claro duas pessoas que têm sido incansáveis não só monetariamente como com os seus tão grandes concelhos, como todos sabem são eles os Senhores Aires Fernandes de Almeida e seu Irmão Jorge de Almeida e ainda a outros que todos sabem quem são. Gostaria também que nesta acta fosse colocado um agradecimento muito grande ao Sr. Luís Gonçalves, pelo seu excelente trabalho no nosso site na Internet, perdendo muitas horas do seu descanso em nosso benefício, fazendo-o gratuitamente sem pedir nada em troca, por este tão grande esforço esta Direcção agradece de todo o coração a este nosso amigo.
Assim e já com prazo alargado, para dar tempo para que alguém pense em se candidatar, aviso que me vou despedir deste cargo para o ano de 2010, ou então já este ano caso esta Assembleia assim o entenda. Espero que tenha cumprido com tudo aquilo que me foi pedido e desejo ao futuro Presidente todos os votos para esta tão difícil tarefa, quanto aos restantes elementos que compõem esta Direcção, são livres de escolher se continuam ou saem comigo. Um cargo destes, como alguns pensam, não é só tratar da festa e almoços, embora já isso dê muito trabalho, mas se cumprirem com rigor como penso que tenho feito é mais do que isso, como expliquei atrás, Eu tomei esta decisão sozinho não comuniquei aos restantes elementos, para não os pressionar, a meu ver penso que eles devem continuar, pois têm feito um bom trabalho, mas a decisão é totalmente deles e do novo Presidente se os quer a eles.”
O Presidente Hélder de Almeida fez uma referência adicional acerca da interpretação de alguns sócios fazem da festa do Sobral de Baixo, dizendo que seria dispensável a contratação de conjuntos musicais, atendendo ao elevado custo que isso representa. O Presidente esclareceu que esse não é o seu entendimento do que deve ser a festa e reafirmou que, caso seja reeleito no corrente ano, todos os sócios devem saber que tudo fará para que a festa continue a incluir música e se possa contar com a presença de um ou dois grupos. Além disso, os apoios conseguidos para este ano, nomeadamente graças à verba angariada pelo almoço pago pelo Sr. Aires de Almeida no Museu do Pão, no Estádio da Luz, permitem, desde já, encarar as despesas da festa com maior folga. A realização de almoços de confraternização são importantes mas não são suficientes para atrair também outras pessoas à festa. A festa de 2008, depois de retirar todas as despesas incluindo com conjuntos, deu um lucro de cerca de 2.300 €. “Acham que conseguiríamos ter este lucro caso não tivesse havido festa, apenas com um almoço? Eu penso que não, mas se alguém conseguir isso muito bem que avance com a sua eleição.” Concluiu o Presidente. Alguns sócios presentes manifestaram a sua concordância com esta posição do Presidente e a generalidade da assembleia manifestou também o seu apoio à continuidade da actual Direcção.
Não havendo novas candidaturas para os novos corpos gerentes e, havendo disponibilidades dos actuais para o exercício dos respectivos cargos por mais um ano, o Presidente da Assembleia-geral colocou à votação para os novos corpos gerentes no ano de 2008 a lista já submetida para o ano 2007 e que é a seguinte:
 
Assembleia-geral
Presidente: João Morgado Alves
1º Secretário: Carlos Alberto de Jesus Alexandre
2º Secretário: Maria das Dores Damião Pedro
Suplentes: José Maria Firmino
 Fernando Neves dos Santos
Escrutinadores: Rita Isabel Martins Neves
 Ana Isabel Gonçalves Fernandes
Conselho Fiscal
Presidente: Elísio Figueiredo Alves 
Secretário: Mónica Vanessa Simões
Relator: António Marques Fernandes Pedro
Suplentes: Armindo Fernandes Simões
 Fernando Alexandre de Almeida
Direcção
Presidente: Hélder dos Santos Almeida
Vice-presidente: António Alves Antunes
Secretário: Maria Fernanda S. Neves
Tesoureiro: Jorge Miguel Martins Neves
1º Vogal: Américo dos Santos Alexandre
2º Vogal: Carlos Alberto dos Santos Neves
Suplentes: Manuel Marmelo
 José Maria Simões
 José Freire Alexandre
 Luís Filipe dos Santos Domingues
 Cristina Maria Pedro Alexandre
 Rosa Maria Vicente Simões

Comissão de Festas 
 A Direcção da LMSB
 Hélder dos Santos Almeida
 Maria Fernanda S. Neves (Mordomo)
 António Alves Antunes
 Carlos Simões
 Jorge Miguel Martins Neves
 Igor Gonçalves Neves Santos
 Rita Isabel Martins Neves
Esta proposta foi aprovada por unanimidade dos sócios presentes.
Ponto 4. Actualização da base de dados dos associados da LMSB.
O Presidente da Liga propôs que se proceda à actualização da base de dados da Liga, o que implica retirar da lista dos sócios todos os que não pagam quota há mais de 5 anos e renumerar os actuais sócios. Antes da efectivação desse processo será enviada uma carta de aviso a todos esses sócios para que actualizem as quotas e só na falta de resposta ao aviso enviado se procederá à sua retirada da base de dados. Esta proposta foi aprovada por unanimidade.
Ponto 5. Outros assuntos.
Neste ponto foram discutidos os seguintes assuntos:
1) Alteração dos estatutos da Liga de Melhoramentos de Sobral de Baixo que datam de 28 de Outubro de 1946. Foi aprovado que a Direcção pode avançar com a realização das diligências necessárias para a alteração dos estatutos da Liga, que datam de 28 de Outubro de 1946, incluindo o apoio jurídico da Confederação Portuguesa de Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto (CPCCRD) de que a Liga é sócia através da Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra.
2) Colocação de placas identificadoras das ruas do Sobral de Baixo. O sócio, Sr. Manuel Marmelo levantou o problema da colocação de placas de identificação das ruas do Sobral de Baixo e propôs que fosse agendada uma reunião da Assembleia-Geral só para esse efeito. Ficou decidido que, oportunamente, a Direcção tratará de preparar uma proposta e de marcar uma reunião extraordinária especificamente para a discussão deste assunto.
3) Serviço de almoço para a Festa do Sobral de Baixo. O Presidente colocou à consideração da Assembleia se devia manter o mesmo serviço para o almoço da festa contratado em anos anteriores ou se se deveria colocar outra alternativa. Depois de alguma discussão entre os sócios presentes o Sr. Aires de Almeida, fez a proposta de tratar do fornecimento de toda a ementa necessária, com a ajuda de todos quantos queiram colaborar, e desde que cada participante no almoço fique responsável por levar e recolher no final do almoço o respectivo prato e talher. Desde modo o trabalho seria melhor repartido entre todos, recuperando-se também uma tradição antiga da povoação. A proposta foi aprovada por unanimidade.
4) Almoço da Liga a realizar em Maio de 2009. O Presidente da Liga apresentou algumas alternativas para a realização do almoço anual da Liga a realizar em Lisboa. Alguns sócios apresentaram também outras hipóteses a considerar. Não tendo havido um consenso sobre o restaurante a seleccionar a Direcção ficou incumbida de procurar e seleccionar um restaurante em Lisboa, ou próximo de Lisboa, que apresente um orçamento até 20 euro por pessoa.
5) Colocação no Sobral de Baixo de uma placa em azulejo com homenagem aos fundadores da Liga de Melhoramentos. O Presidente da Liga propôs à Assembleia que seja colocada uma lápide em azulejo à entrada da povoação com uma homenagem aos fundadores da Liga. A proposta teve bom acolhimento entre os sócios mas suscitou algumas dúvidas quanto aos nomes que deveriam ser incluídos na referida lápide. As dúvidas surgidas devem-se ao facto dos nomes que assinaram os estatutos da Liga, em 27 de Maio de 1945, corresponderem apenas aos que estiveram presentes em Lisboa nessa data, havendo conhecimento de outros sócios que deram também a sua contribuição para constituição da Liga e que, sendo à data residentes no Sobral, não estiveram presentes na reunião de fundação da Liga. Na sequência da discussão havida surgiu como proposta consensual que a lápide fizesse apenas a seguinte referência: “Homenagem aos fundadores da Liga de Liga de Melhoramentos do Sobral de Baixo, criada em 27 de Maio de 1945”. Portanto, sem qualquer referência específica aos nomes dos envolvidos. Esta proposta foi aceite por unanimidade, bem como a atribuição à Direcção da incumbência de apresentar oportunamente à Assembleia uma ou mais propostas de modelos da referida lápide e das condições para a sua instalação na entrada do Sobral de Baixo.
6) Movimento das contas bancárias da Liga de Melhoramentos do Sobral de Baixo. O Presidente informou os sócios que as contas bancárias da Liga só podem ser movimentadas com as assinaturas simultâneas do Presidente da Direcção, Hélder dos Santos Almeida, e do Tesoureiro, Jorge Miguel Martins Neves.
Sem outros assuntos o Presidente da Assembleia-Geral deu a reunião por encerrada cerca das 19:00 h.

Presidente da Assembleia-Geral  1º Secretário da Assembleia-Geral

 


 Dr. João Morgado Alves Carlos Alexandre

 

Em linha

Temos 13 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 1
Conteúdo : 55
Favoritos web : 6
Visualizações de conteúdos : 228472