Homenagens da Liga a Aires Fernades e Carlos Simões Versão para impressão Enviar por E-mail

                             HOMENAGEM A AIRES FERNANDES DE ALMEIDA

Este nosso conterrâneo, que nasceu não num berço de ouro, mas sim com muitas dificuldades, os seus pais eram agricultores e por esse motivo eram umas pessoas com bastantes dificuldades, tiveram que fazer das tripas coração para poderem criar os 6 filhos,  muitas vezes tiveram que passar fome para poderem dar de comer aos seus filhos. Sempre  foram umas pessoas muito estimadas por todos os sobralenses, pela sua humildade e sempre prontos para ajudar aqueles que necessitavam, dentro das suas poucas possibilidades.

 

Precisamente por serem assim humildes e de um coração grande é que incutiram nos seus filhos esse dom,  essa educação que com muito amor e carinho sempre deram aos seus filhos, deram e continuam a dar fruto, pessoas que com muita humildade lutaram com todas as forças ao seu alcance para não passarem as dificuldades que os seus queridos pais passaram.

Um dos seus filhos e é esse que a nossa Liga quer hoje homenagear, não que os outros não mereçam, mas é a este que hoje queremos homenagear, esse Senhor com um “H” grande, lutou com todas as suas forças para criar um império que hoje tem, este senhor todas aproveitava todas as possibilidades de emprego que lhe aparecia, entre muitos outros até motorista de Táxi ele foi, juntamente com a sua esposa que muito o ajudou e continua a ajudar, lutaram até por vezes á exaustão tendo por algumas vezes que fazer directas para assim não desperdiçarem todas as possibilidades que lhes apareciam, ele não queria que o seu filho, que muito ama, passasse pelas dificuldades que ele passou.

Por tudo isto este nosso conterrâneo conseguiu criar um pequeno império, um império que muito se orgulha, e não é caso par menos, existem muitos que esses impérios lhe vão cair ás mãos sem trabalho ou qualquer esforço, mas este senhor para ter o império que tem lutou com todas as forças, ajudado e muito pela sua esposa e também, temos que dizer as verdades, com alguma ajuda do seu irmão mais velho.

Este senhor como já disse um homem com um “H” grande, podia ter criado esse império e fazer como muitos infelizmente fazem, não ligar e até desprezar por vezes as suas origens, mas este senhor não só nunca desprezou as suas origens, como até tem muito orgulho delas, e tem pelos seus pais que infelizmente já nos deixaram, um orgulho muito grande pelo esforço enorme que eles sempre fizeram para os criar, como pela educação que eles lhes deram e foi graças a essa educação, que ele e todos os seus irmão se tornaram uns homens.
Este senhor a quem a nossa Liga de Melhoramentos muito deve, não só por tudo o que este nosso conterrâneo tem feito pela nossa e sua Aldeia, como também pelo seu tão grande coração, ele é uma pessoa que sempre que a nossa Liga vai bater á sua porta para lhe pedir ajuda nunca houve um não da sua boca, temos todos a impressão de que no seu vocabulário não existe essa palavra “NÃO”, uma vez que não é só a nossa Liga que ele tem ajudado, muitas outras ligas e associações este senhor o tem feito, entre muitas destaco, a casa do Benfica de Pampilhosa da Serra, o Atlético do Cacém, Grupo de melhoramentos dos Covões, diversas associações do Cacém e não só, muitas outras que aqui não destacamos porque se o fizéssemos devido a serem muitas não chegaria uma página só para isso.

Este senhor Aires Fernandes de Almeida, tal como o seu pai o fez, incutiu no seu filho Leonel a mesma educação que ele recebeu.
A nossa Liga muita coisa tinha a dizer e a homenagear este senhor, mas nestas simples palavras, todos poderão ter uma ideia do seu tão grande coração.

Mais uma coisa que gostaríamos de dar a conhecer a todos aqueles que fizeram o favor de ler este artigo, que é a confirmação de tudo aquilo que aqui está escrito, este senhor podia esquecer-se de algumas pessoas que pelas suas humildes faculdades ajudaram a si e a seus pais, essas pessoas dentro das suas poucas possibilidades, apenas ajudaram por terem uma grande admiração e amizade por toda essa família, nunca o fizeram a pensar em qualquer beneficio ou agradecimento, no entanto este senhor em qualquer homenagem que lhe façam e que ele tem a possibilidade de dizer algumas palavras, vem sempre á baila essas pessoas que dentro das suas poucas possibilidades os ajudaram, como já dissemos as ajudas dessas pessoas foram feitas apenas por amizade e carinho que sempre tiveram para com os seus pais e agora pelos filhos.
 
Esta homenagem tão merecida para este nosso conterrâneo, é também uma homenagem a seus pais, que foram umas pessoas muito humildes e amigos de todos os seus amigos e amavam esta sua Aldeia como ninguém.
Obrigado pelos pais que foram e pela educação que deram aos seus filhos.

Esta Liga de Melhoramentos do sobral de baixo, só pode estar muito grata á família Aires Fernandes de Almeida, por tudo o que nos têm ajudado, tenho a certeza que quando este nosso conterrâneo nos deixar,  esperamos e desejamos que seja só daqui a muitos anos,  temos quase a certeza que o lugar dele está reservado como um lugar especial no céu, porque pessoas com um coração como tem este nosso amigo não poderá ir para outro lado que não seja o das pessoas especiais.

Por tudo isto só poderemos desejar a este nosso conterrâneo que continue com uma boa saúde e com este coração de ouro.

Bem haja por tudo, amigo Aires Fernandes de Almeida e familia 


Lisboa, 2 de Janeiro de 2008

                                    Liga de Melhoramentos de Sobral de Baixo
                                                O presidente de Direcção

                                    ______Helder Santos Almeida ___       

 

 

 

HOMENAGEM A CARLOS SIMÕES

 Esta liga através do Presidente de Direcção, quer prestar uma digna homenagem ao sempre amigo Carlos Manuel dos Santos Simões, este senhor que cresceu com muitas dificuldades devido a seus pais serem, como aliás o eram praticamente todos os habitantes dessa aldeia pobres e para combater essa pobreza tinham que trabalhar por vezes dia e noite para que não faltassem os bens essenciais, principalmente a comida, aos seus filhos, apesar dessas dificuldades incutiram nos seus filhos o respeito e amor por todos e principalmente que nunca se esquecessem da pequena aldeia que os viu nascer.

Realmente esses ensinamentos não foram em vão, deixou profundas marcas em Carlos Simões, realmente nas décadas de cinquenta e sessenta a vida das aldeias da Pampilhosa da Serra eram muito difíceis, o seu quotidiano era marcado pelas coisas simples da vida, pelos ensinamentos dos mais velhos, o que realmente dava mais valor aquela aldeia era, apesar da pobreza, a alegria que existia em todos os habitantes, e claro o ar puro que se respirava e a sua paisagem deslumbrante.

Mas foram precisamente estas vicissitudes que moldaram o carácter de Carlos Simões e o fizeram despertar para uma realidade que importa divulgar e transmitir ás gerações vindouras, como já aconteceu com as suas filhas, principalmente a sua filha Mónica que embora jovem tem por esta aldeia um carinho especial, eu chamo-a a mulher dos sete ofícios, além dos seus estudos que lhe tiram grande parte do seu tempo, ainda está nos Bombeiros da Amadora, é Catequista na igreja da zona onde reside, dança no rancho da casa do concelho da Pampilhosa da Serra e apesar destas actividades todas que não a deixam ter horas de lazer, ainda é secretária de direcção da nossa Liga de melhoramentos, claro que a outra sua filha embora mais novinha está a ir quase pelo mesmo caminho, além dos estudos também está incorporada no rancho folclórico, como podem ver estas suas filhas são o orgulho deste nosso amigo Carlos Simões e não é para menos.

Mas voltando ao homenageado, este senhor farto de ver peças antigas com que os seus pais e outros habitantes desta aldeia trabalhavam, perdidas e algumas até abandonadas e esquecidas no tempo, utensílios que contavam a historia viva da sua aldeia, o Carlos resolveu começar a juntar e a recuperar tudo o que conseguiu adquirir e recuperá-las, para assim poder mostrar como se vivia na sua meninice e como era a vida dos seus antepassados.

Com todo o carinho e apaixonado que era por todas essas peças, começou a recolhe-las e a recuperá-las, guardando todo o tipo de material que conseguia arranjar, umas em casa de seus pais, outras pedindo a diversos habitantes da aldeia e que ainda tinham em seu poder diversas peças algumas por vezes deitadas ao abandono.

Conseguiu com o seu esforço arranjar dezenas de peças, entre uma simples tigela a um machado, tudo limpo, recuperado com  muitas horas de trabalho, expôs na nossa casa de convívio todo este espólio, para que todo o povo do seu Sobral jamais esqueça a sua história e sua origem.

O sr. Carlos Simões além de tempo que gastou, mas com muito orgulho, não podemos deixar em vão o valor monetário que estas coisas acarretam e que foi exclusivamente suportado por ele, Carlos Simões foi ainda mais longe, ofereceu todo este espólio ao povo do Sobral de Baixo. Não pediu nada apenas ofereceu aos seus conterrâneos o fruto de todo o seu trabalho desinteressadamente.

Por tudo isto, eu como presidente desta liga, não poderia, já que o não posso fazer de outra maneira, demonstrar o meu agradecimento por este gesto tão digno. Este agradecimento é extensível a toda a povoação do sobral de baixo, que muito gentilmente ofereceu algumas peças que tinham em seu poder.

Junto algumas fotos desse nosso museu, para assim poderem ficar mais cientes do todo o trabalho feito por este nosso conterrâneo e também possa com estas fotos criar interesse para que mais pessoas o possam ir visitar, encontrando-se á disposição de todos.      


                                       O Presidente da Liga de Melhoramentos
                                                        Do Sobral de Baixo

                                                  Helder dos Santos Almeida

 

Em linha

Temos 50 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 1
Conteúdo : 54
Favoritos web : 6
Visualizações de conteúdos : 212779